terça-feira, 29 de setembro de 2009

Saving Blue

Apresentando uma sonoridade única e identidade própria, o Saving Blue inovou muito em seu segundo álbum "The Misfortune and the Praise", o último da carreira, pois a banda encerrou suas atividades em 2007.

Com vocais femininos, instrumentistas e músicos convidados, a banda transformou o álbum em uma reunião de sonoridades agradáveis até mesmo aos ouvidos mais atentos.

Um CD para se ouvir enquanto caminha na praia, para quando você pegar a estrada ou se reunir com seus amigos. Uma experiência inesquecível e que trará momentos de paz a alma. Isso resume a musica do Saving Blue.

Para fans de Cool Hand Luke, The Juliana Theory, Starflyer 59 e MuteMath.
Integrantes:

Jerker Gunnarsmo: vocal e violão
Peter Ottosson: baixo
Oscar Samuelsson: bateria
Emanuel Sandgren: guitarra
Para ouvir acesse: www.purevolume.com/oxigeniorecords3
MySpace Oficial: MySpace.com/SavingBlue

Relação de faixas do CD:
Solomon oh Solomon
The Sunny Side
Tonight
I Hear You
Stop Us
Something New
The Burning Bush
Again and Again
In the Field
Closer
No More Hesitation

Thales Roberto


THALLES ROBERTO. Cantor, compositor, músico. Nasceu em Passos/MG, Já traballhou com grandes nomes da Mpb. Foi indicado do Grammy. Álbum: Acústico Gospel - Thales Roberto [2004]Indicado ao 5º Grammy Latino 2004 concorrendo ao prêmio de "Melhor Álbum de Música Cristã (Língua Portuguesa)". O "Acústico Gospel" de Thales Roberto, lançado pela Columbia Records é um ótimo CD para relembrar antigas canções.

Músico, cantor e compositor com uma uma carreira brilhante, já foi indicado do Grammy, foi backing vocal de bandas de renome como Jota Quest e Jammil, além de ter trabalhado com cantores, da música gospel e popular brasileira. Ele já fez parte da banda MUITO MAIS, junto com o Samuel Mizhayr e a Nívea Soares.

O cantor mineiro Thalles aos 31 anos, traz na bagagem a experiência de ter crescido em um lar cristão. Recebeu de Deus o dom de tocar violão e guitarra, e ainda, cantar o amor de Deus de forma singular.

Na juventude Deus permitiu que Thalles estivesse em bandas no meio secular, e recentemente, retornou para os braços do Pai “com força total” e está congregando atualmente na Igreja Batista da Lagoinha.

Transmitindo amor de Deus por todos os poros, Thalles é a expressão de alegria daqueles que entregam suas vidas totalmente a Jesus. “Sou maluco, maluco por Deus”, declara alegremente.

Thalles gravou um disco com a Comunidade Evangélica Sara Nossa Terra de Belo Horizontede ao vivo, e também, um CD com o grupo “Muito Mais”, da Lagoinha.

Por cinco anos Thales cantou e foi compositor do Jota Quest. Depois ficou por um ano e cinco meses no Jammil.

"Fui chamado por Deus, estou de volta com força total. O próprio Deus me chamou! Meu CD se chama “Thalles Na Sala do Pai”, ...Eu respeito a manifestação do poder do Espírito Santo na minha vida e quero compartilhar a transformação viva do Pai. Mostrar à todos que quando damos lugar ao Espírito Santo de Deus, TUDO MUDA!", diz Thales.

Em um passado não tão distante, ele estava no auge da fama. Dinheiro, carro, bens e luxúria faziam parte do cotidiano de Thalles Roberto. Porém, existia um vazio, uma tristeza profunda que o levara quase ao suicídio e a conclusão de que a fama não traz felicidade, nem a verdadeira paz que só Jesus Cristo pode dar.

Aos 31 anos, Thalles é o que chamamos de pessoa animada, de bem com a vida. Mas só ele (e Deus) sabe o que passou nos últimos seis anos até chegar aqui. Vindo de família humilde, filho de pastores, Thalles nasceu no interior de Minas, em uma cidade chamada Passos. Apesar de ter crescido em um lar evangélico, não tinha tido uma real experiência com Deus. Sempre com dons musicais, tanto para tocar violão e guitarra, quanto para cantar e colocar para fora seu timbre forte e inconfundível.

Há cerca de seis anos Thalles tomou uma decisão e resolveu agir, como ele mesmo diz, “como filho pródigo”, e foi parar em uma famosa banda mineira. Ali teve oportunidade de mostrar seus dons com a música, onde cantava, tocava e também era compositor, e ainda, ganhava bastante dinheiro. A fama chegou, repleta de viagens, agenda lotada, festas e atrativos que o mundo oferece. “Entrei pesado em tudo o que não presta: droga, cigarro, bebida, farras, mulheres. Não por causa da banda, mas porque eu estava escolhendo aquele caminho”, conta.

O sucesso veio, mas com ele a melancolia e as frustrações de quem está sem Jesus. Thalles tinha tudo o que queria, casa, carro, dinheiro e fama. Tocou com grandes músicos do cenário nacional e internacional, porém tudo isso não conseguiu acabar com a tristeza, com a depressão profunda. “Estava me sentindo um lixo, me sentia muito mal. Percebia que caminhava para a morte com a vida desregrada que levava”. Mesmo assim, Thalles continuou cantando no meio secular. Depois de aproximadamente cinco anos cantando em bandas famosas ele diz: “Tinha tudo o que eu queria, mas não tinha paz”.

Em meio ao borburinho da fama e do dinheiro, Thalles começou a pedir para Deus fazer um milagre em sua vida. “Sou uma pessoa muito intensa. Então comecei a pedir para Deus sacudir minha vida. Desejava ouvi-lo, não queria continuar como estava”. Logo, teve uma experiência que para muitos pode parecer estranha, mas que foi definitiva para sua mudança de vida. “As pessoas podem até não acreditar na minha história. Mas quem as convencerá será o Espírito Santo de Deus”, afirma veemente.

Em uma noite quando estava em seu quarto, Thalles ouviu claramente uma voz, e teve entendimento que era a voz de Deus chamando por seu nome três vezes, sentiu que Deus realmente estava ali. “Ele me mostrou todas as coisas erradas que eu estava fazendo. E me mostrou dois caminhos, o caminho que eu teria se continuasse como estava, ou seja, a morte, ou o caminho que Ele tinha pra mim”.

Thalles conta que se viu humilhado pelo diabo, e por todas as situações que vivera até ali. Ele passou a sentir nojo do pecado. “Pedi perdão a Deus, disse a Ele que queria realmente mudar de vida. Deus começou a me mostrar tudo que eu tinha feito de errado. Eu não orava, não lia a Palavra. Precisava mudar de fato, senão iria morrer”.

A partir daquele momento iniciou-se um processo de cura e restauração na vida de Thalles. “Voltei com força total”. O desejo e ler a Bíblia e de fazer a vontade de Deus aumentava. Apesar dos compromissos e contratos a cumprir, Deus lhe concedeu graça para administrá-los.

No momento, Thalles está envolvido integralmente na obra de Deus. Segundo ele, os pastores André e Márcio Valadão, da Igreja da Lagoinha, onde congrega, têm sido seus grandes apoiadores nessa nova caminhada. “Estou gravando meu primeiro CD solo que deve sair em breve. O nome dele é ‘Na Sala do Pai’. Todas as canções são composições resultantes desse processo de retorno para os caminhos do Senhor Jesus”, relata feliz. Assim como na parábola do filho pródigo (Lc 15.11-32), Thalles saiu de sua casa e andou errante pelo mundo. Porém, em um momento de profunda tristeza, sentiu saudades do Pai, o Deus Vivo, e voltou para os braços dele. Deus fez toda diferença na história desse jovem, e agora, convicto, sabe que fará toda diferença nesse mundo também. “Nada nessa vida vale a pena sem a presença de Deus. Convide-o para entrar na suavida”, finaliza Thalles.

Extraido: Jornal Atos Hoje

Seu novo novo projeto “Na Sala do Pai” {Gospel}
Projeto vai contar com uma série de peças gráficas e digitais.

Acústico Gospel - Um Vaso Novo by Thales Roberto


Deus me Ama - Mariana Valadão, André Valadão & Thalles Roberto

Palavrantiga

Se é possível imaginar algum tipo de música que envolve, ao mesmo tempo, a não-pretensão e o propósito, pense em Palavrantiga, foram eles que assinaram a produção, os arranjos e a execução de três CDs bastante conhecidos no Brasil: ‘Liberta-me’, ‘Unção que Une’ e ‘Andando na Luz’ , todos eles ao lado da cantora Heloísa Rosa.

A música do grupo mineiro traz uma nova sonoridade à cena gospel nacional. Misturando elementos do Indie britânico, rock nacional, com um pouco de Bossa Nova e MPB o Palavrantiga nos apresenta melodias bem complexas além de letras inspiradíssimas. Falando em letras, parece que cada vez começamos a conhecer verdadeiros poetas na música cristã nacional.

O palavrantiga traz um rock cheio de referências britânicas, falando alguma coisa sobre parar com esse papo de achar que sabe tudo sobre Deus (”Pensei que só por meu pensar tu virias a ser, mas não…”), e de repente, no meio de tudo (destas guitarras vintage em amps Vox), entra uma bossa nova revisitada, à la “Los Hermanos” ou “Mombojó”.

Tudo com essa voz grave do Marcos, que quando canta “Pensei que poderia explicar a grandeza que és, mas não…” parece estar sorrindo pra quem realmente achava que podia fazê-lo e dizendo “vem cá, deixa eu te falar uma coisa:

É que a música soou, mesmo sem minha voz”
E como são antiquados e antigos: resolveram fazer música boa e dizer que estão ligados em coisas de tempos remotos. Talvez “verbos remotos” (primeiro nome dos rapazes).

Pra quem ouve fica evidente que falam de sua espiritualidade – sem medo ou receio de que sejam mal entendidos. E não há como acontecer desentendimento. Afinal, não são desplugados da realidade como tantos e, na verdade, mostram que há preocupação para além dos guetos ou quatro paredes que os envolvam.

Não é qualquer um que pára, solta a nota e faz a pergunta digna do salmista Bono Vox:

"Deus, onde estás?
A Igreja arrancou o sino,
o homem esqueceu o menino.
Fez castelo de ouro e prata e perdeu a vida".

O que são estes questionamentos, senão o sinal da mente inconformada de 4 jovens (dois de Minas Gerais e dois do Espírito Santo)?

Estão interessados no que se perdeu, no que ficou pra trás e tem sido chamado de velho.

Cedem a tudo que convém e mantém o inconveniente para estes tempos: afirmar que Deus não abandonou este mundo, apesar das graves falhas daqueles que insistem em bradar na TV.

O Palavrantiga acaba de lançar seu primeiro EP. Primeiramente em formato virtual, o álbum em MP3 já está sendo vendido no site da Farol Music.

O Palavrantiga é formada por Marcos (vocalista), Josias (guitarrista), Lucas (baterista) e Felipe (baixista). Todos esses sujeitos – amigos meus de longa data - tocavam com Heloísa Rosa antigamente.

Ao deixarem de tocar formaram o Palavrantiga. O primeiro disco do grupo foi produzido por Lúcio Souza, que fez um excelente trabalho junto às composições do Marquito.

Apesar de juntos desde meados de 2004, somente no final de 2007 é que a banda assumiu o nome Palavrantiga.

Com influências de indie rock, a banda tem na bagagem a participação na gravação dos três primeiros álbuns da Heloísa Rosa, não apenas na execução, mas também nos arranjos e na produção musical.

O primeiro álbum da banda está sendo distribuido pela Farol Music. Ele conta com apenas seis músicas, o que deixa uma sensação de querer ouvir ainda mais, mas foi bem produzido por Lucio Souza, tecladista da banda de Lucas Souza.

Somadas as influências da banda dá pra se ter uma ideia do que esperar. A banda mostra muita personalidade neste álbum, o Palavrantiga vol.1, e o vol.2.

O destaque fica para a música Casa, disponível para download gratuito no site Last.FM, onde o vocalista e compositor Marcos Almeida canta:

"A minha janela são estes olhos que brilham.
Uma coisa ela mostra,
quem a ilumina é o meu Amado,
mudando as coisas de lugar
dentro de mim, dentro de mim".

O som da banda lembra um pouco do Downhere e, é claro,
do Lucas Souza. Também deve agradar quem curte By The Tree e Tree63, porém com um som mais influenciado no rock nacional e na MPB.

Com o segundo CD "Esperar é Caminhar" em processo de produção, a banda PalavrAntiga tem a intenção de continuar apresentando o Evangelho em formato poético e com profundidade, levando aqueles que admiram o seu trabalho a refletir sobre o amor de Deus.

A banda mineira formada por Marcos Almeida (vocal), Josias Alexandre (guitarra), Felipe Vieira (baixo) e Lucas Fonseca (bateria) tem alcançado popularidade entre jovens dentro e fora de seu estado.

Pensei - Palavrantiga


Palavrantiga - Deus, onde estás?


Casa- Palavrantiga


PALAVRANTIGA - FEITO DE BARRO

Banda 16beats

A banda 16 beats lança seu 1º disco em formato digital.

A banda 16 Beats, que iniciou em 2007, é formada por Rick Napoleão, Felipe Napoleão, Daniel Ortega, Duh Gomes, Danilo Gomes, Rafael Borges e Gui Michelan. Com uma proposta diferente em suas atitudes, a banda lança seu primeiro disco em formato digital, pela Oxigenio Records; e entendem que esse é o melhor caminho a trilhar.

Acreditam que a Internet supera limitações da logística e com isso facilita o acesso de uma grande quantidade de pessoas à música.

Sei que pode parecer puritano, mas nossa intenção não é de ganhar grana com nossa música, pelo contrário, nosso desejo é que o máximo de pessoas tenha acesso fácil a elas, o motivo de vendê-las e não disponibilizar para Download é que precisamos de subsídio para novos projetos” complementa Rick, vocalista e líder da banda.


site da banda
myspace
twitter
youtube
Orkut

16beats na Oxigênio Records

Música Digital, a evolução do mercado musical. Que o comércio de música digital já é uma realidade, isso é inegável. E a maior vantagem disso é poder conhecer bandas que, provavelmente, não teriam espaço através de meios físicos, ou seja, a tradicional prensagem de CD.

Essa “nova democracia”, que é tão útil para as bandas, também é um bálsamo para o consumidor comum. Que muitas vezes, em busca de algo inovador, não encontra dificuldades em achar o que procura, com a ajuda da web.

A Oxigênio Records, que já vinha se destacando por lançar bandas internacionais do meio indie, abriu a espaço para bandas nacionais independentes através do seu novo selo, Oxigênio Digital.

O novo selo não foca somente o mercado nacional, muito pelo contrário, é bem internacionalizado. Dessa forma, abrindo uma enorme porta de acesso para as bandas que fazem parte dele.

Através de importantes parcerias a Oxigênio Digital dispõe de uma rede de distribuição digital envolvendo cerca de 200 sites no mundo todo, alem de vendas via celular em toda a América do Sul e Brasil.

Ter esse tipo de divulgação e distribuição internacional significa não ficar preso a um único mercado, mas sim, ter a chance de mostrar o trabalho para outros públicos, o que adiciona um aumento de popularidade realmente interessante para os músicos.

A princípio foi feita uma seletiva para escolher bandas dentro dos mais diversos estilos. A ordem inicial foi ouvir trabalhos de grupos nacionais de qualidade, mas que têm pouca visibilidade. Isso, obviamente, pelo pouco espaço que a mídia oferece às bandas independentes no Brasil.

Na primeira etapa da seleção, os representantes escolhidos pela equipe da Oxigênio Digital foram os seguintes:

Palavrantiga (Rock/Adoração) – Conhecida como uma das salvações do Rock nacional, atualmente a banda se prepara para lançar neste ano seu primeiro álbum full. www.palavrantiga.com

Tecla SAP (Rock) – Com um som alternativo a banda se renova para lançar uma nova proposta em sua música, buscando sempre visar além do meio gospel. www.myspace.com/teclasap

Onix8 (Punk Rock) – Uma das maiores bandas de Punk Rock do meio Cristão brasileiro, começa o ano terminando seu mais novo CD, bem mais amadurecido. http://www.myspace.com/onix8

Undervision – Hardcore/Metal, Banda de Blumenau SC, com influências, lançando seu primeiro Ep, intitulado Born Again.

Hidrante (Rock) – Com um Rock de qualidade e inspiração internacional esta banda de Santa Catarina promete ser uma das grandes apostas para 2009.
http://palcomp3.cifraclub.terra.com.br/hidrante

Tehilim (Celtic/Rock) – Depois de surpreender sendo a primeira banda cristã brasileira a mistura música Celta e Rock a banda visa vôos ainda mais altos com o novo CD/DVD que sairá em 2009.
www.tehilim.com.br

Unlife (Rock Alternativo/Hardcore) – Outra grande aposta são esses paulistanos que com um som pesado e de qualidade vem se destacando neste segmento tão esquecido no meio cristão.
www.myspace.com/unlife

The Outsiders – Rock/Adoração, O Outsiders é um projeto de louvor idealizado por membros da Bola de Neve Church de Balneário Camboriú, SC. Neste CD você poderá ouvir 12 canções ao estilo surf/rock. Contém participações de Rodolfo Abrantes e Pamila Bittencourt.

Audiovoltz (Rock) – Vindo diretamente do norte do país, esta banda arrepiou o Brasil com a música “Até o Sol Sorriu pra Mim”, agora prepara um novo álbum de inéditas para este ano.
www.myspace.com/audiovoltz

Ministério Fogo Consumidor – Adoração, No cenário Gospel desde 2007 com o primeiro CD "Mais um Momento", gravado em Porto Alegre/RS o grupo já prepara sua turnê para Europa ainda no primeiro semestre de 2009.

Ministério Megafone (Rock/Adoração) – Com um som Rock misturado com adoração bem diferente do que estamos acostumados a ouvir, o Megafone se prepara para lançar seu segundo álbum de inéditas.
www.ministeriomegafone.com.br

Adorazione – Adoração, Grupo de Louvor e Adoração liderado por Ramon Tessmann, escritor e conferencista em áreas como adoração, louvor, avivamento, artes na igreja, e liderança.

16 Beats - Pop/Adoração, Esse grupo é marcado pela criatividade, com letras inteligentes e com musicalidade impecável.
Buscadores de Deus – Adoração. Essa banda tem feito um ótimo trabalho dentro do segmento, e promote ainda mais, com o lançamento de seu novo trabalho.

MisterDistler (Pop Rock) – Com um som totalmente inesperado e diferente conquistou os críticos com o EP “Viver Coisas Novas”, agora se prepara para lançar um novíssimo álbum full só de inéditas.
www.misterdistler.com

Lucas Souza (Rock/Adoração) – Reconhecido mundialmente, Lucas Souza dispensa maiores apresentações. Na carreira são 3 álbuns, em Março o seu mais novo trabalho será lançado, após a mixagem no famoso estúdio Abley Road, na Inglaterra. www.lucassouza.com.br

Amós (Gothic/Metal) – Depois de ser chamada para vários festivais importantes do Brasil, a banda se consagra como uma das grandes do metal cristão brasileiro. www.amos-band.com

Golgotha (Rock) – Um dos maiores expoentes do Rock Cristão underground brasileiro, acaba de lançar seu mais novo álbum Anestesia, fazendo bastante barulho na mídia especializada.
www.golgotha.com.br

Os grupos são de diversos estados brasileiros, mostrando assim, que não existe nenhuma espécie de regionalismo. O que realmente valeu na escolha foi a criatividade e qualidade de cada banda.

O catálogo da Oxigênio Records também é composto por outros “tesouros musicais”, de todo o mundo e certamente, vale a pena serem conhecidos. São eles:

Salve Santa Catarina - CD beneficente,
Saving Blue - the Misfortune and the Praise,
Floodgate – More,
Elseworth - Take Flight,
New Method - Old School,
Mainstreet - Love and Play,
Blank – Heronomous,
Julia Alvgard - Strong Enough,
Mammuth – Shine,
Parker Theory - Leaving California

16beats tv1


[clipe] A Revolução do Coração | 16beats


ultima chance 16beats

The Outsiders Music Praise


O ministério THE OUTSIDERS é um ministério de louvor e adoração interdenominacional com foco evangelístico que se iniciou no ministério de louvor de uma Igreja local, em Balneário Camboriú/SC,no final de 2004.

A banda realizava eventos em igrejas, praças, restaurantes e em vários outros lugares em toda região de Santa Catarina durante o longo da atuação no sul. Os resultados dos trabalhos demonstravam que um passo mais adiante precisava ser dado.

Segundo Maurício Veiga tudo começou nos ensaios e nos tempos em que a banda separava para consagração do ministério. O SENHOR enviava canções que a banda tratava logo de ministrar nos cultos e eventos da Igreja.

Nascia então o sonho - e a necessidade – da produção de um CD, que a princípio teve somente 4 de suas músicas gravadas experimentalmente. A partir dessas gravações começaram a se concretizar o que antes eram apenas sonhos, acima de tudo gerados pelo SENHOR.

Com o foco principal na salvação de vidas através do evangelismo, apresentando as boas-novas e a salvação por meio de Jesus, THE OUTSIDERS lança seu primeiro CD independente chamado "RETROCEDER JAMAIS", composto por 12 canções com vários estilos musicais, desde louvor & adoração, até baladas e hits mais enérgicos na onda do surf music, com uma característica bem jovem, sem deixar de atender as demais faixas etárias e gostos. E acima de música, exaltação, é o que este CD apresenta ao Rei das Nações. Com participação de Rodolfo Abrantes e Pamila Regina Bittencourt.

Por que THE OUTSIDERS?
THE OUTSIDERS é um termo usado por surfistas que soa como: lá fora, lá atrás! Onde tem as maiores ondas. The Outsiders vem do inglês e significa: forasteiro, peregrino,
que não é da terra, estranho.

"A visão na escolha do nome veio através do desejo implantado em nosso coração de ir além das quatro paredes da igreja, onde não há púlpito nem bancos, mas há vidas a serem alcançadas", diz a banda.

Os esforços da banda THE OUTSIDERS giram em torno do último mandamento do SENHOR Jesus enquanto em carne na Terra, que é o dever de ir em nome Dele, levando o evangelho ao mundo e apregoando a toda criatura Marcos.16:15. Assim como Jesus andou na Judéia, Jericó, Jerusalém... anunciando o ano aceitável do Senhor (Isaias 61 e Lucas 4:19).

"Deus abençõe a todos e não se esquença! Não olhe para a direta, nem para a esquerda assim seguindo a carreira proposta por Cristo. Mas, nunca se esqueça de onde você foi tirado! Retroceder Jamais!", diz a banda.

Site da Banda.


Membros da Banda:
Mauricio Veiga do Marco - violão e voz,
Kelly Almeida do Marco - voz,
Felipe Nacif - guitarra base,
Raphael - guitarra solo
Daniel - Batera

Influências: Louvor Congregacional, Hardcore, Surf Music, Adoração.

The Outsiders Music Praise- Sei

Gilson Campos


Já bem conhecido pelo público brasileiro, como ex-integrante do grupo Twister, Gilson surpreendeu a todos com o sucesso obtido no mercado gospel. Ganhou o prêmio de Revelação Masculina no Troféu Talento 2006 e compôs, em parceria com Wesley Rós, o hit “Preciso”, um dos mais tocados nas rádios de todo o país.

O cantor Gilson Campos iniciou sua carreira aos 15 anos cantando em bares na noite de são Paulo e em bandas de baile, e em 2000 ocorreu o sucesso com a banda Twister, dois dos sucessosf "40 graus" e "Se um dia eu tiver você", por quatro anos, fizeram turnê por todo o Brasil, México e porto Rico, participando
dos maiores programas de televisão.

Durante as apresentações nos Estados Unidos, em 2008, o cantor seguiu com a divulgação do álbum “Na Estrada”, seu trabalho pela Line Records. Produzido pelo próprio Gilson, em parceria com Ed Oliver, o CD reúne mensagens positivas e canções de adoração que fazem sucesso ao se misturarem às guitarras, solos distorcidos e efeitos especiais.

Alguns dos destaques são “Eu Vou Dançar”, “Meu Prazer (Em Espírito Em Verdade)” e “Tua Unção”, que conta com a participação especial de Dany Grace.

O terceiro CD "VALE A PENA SERVIR", são 12 faixas músicas de celebração louvor e adoração, a produção está sobre a batuta de Ed Oliver e Gilson Campos com uma expectativa grande estamos acreditando que essas músicas irão abençoar muitas vidas, e falar ao coração das pessoas, este é mais um presente de Deus, lançado pela Line Records em setembro de 2009.

O novo disco, contém algumas regravações como, "Grandioso és Tu" e "Tudo é do Pai", e as inéditas "Me alegrarei" e "Vale a Pena Servir". A canção "Tudo é do Pai" é popularmente conhecida em todo o país na voz do Padre Fábio de Melo, foi a última música a entrar no disco.

"-Quando um filho reconhece que tudo o que ele tem, na verdade pertence a Deus, o Senhor o abençoa. - pregou Gilson Campos, antes de cantar "Tudo é do Pai", cuja mensagem faz de certa forma uma alusão a história bíblica do "Filho Pródigo".

Em seu testemunho Gilson conta que após o falecimento de seu querido pai Miguel, (Gilson tinha 17 anos). Estava triste, sentindo-se desamparado e sem direção, foi onde conversou com Deus pela primeira vez com sinceridade de coração. Na oração, pediu fama, sucesso, reconhecimento pelo trabalho e talento para a música, passado os anos se esqueceu daquela oração que fez ao Senhor, e vejam só o que aconteceu! (A palavra tem poder! PROVÉRBIOS 18:21).

Chegou a fama, dinheiro e sucesso e em sua carreira secular, Gilson lançou três discos, sendo um em Espanhol; ganhou o prêmio da crowley de música mais tocada em todo o Brasil; venderam mais de Meio Milhões de cópias; Shows em todo Brasil e no Exterior e participação em todos os maiores programas de TV como: Xuxa, Domingo Legal com Gugu Liberato, Eliana, Caldeirão do Hulk, Raul Gil e muitos outros, atuou na novela “El Juego de La Vida”, que passava em horário nobre no México e EUA, e gravou mais de cinco vídeo clipes! JESUS VIVE! //

E foi através de CD’s evangélicos que ganhava de fãns da banda Twister, que o Espírito Santo começou a agir e transformar sua vida! (Deus habita em meio à Louvores - Salmos 22:3). Pois fois neste mesmo periodo que vivia em plena turbulencia, devido a dependencia das bebidas, e atrás de tanto sucesso ninguém imaginava a depressão e a tristeza que sentia.

Então, Gilson começou a ouvir os louvores a e se interessar pelas coisas de Deus. Até que um dia conheceu Riqueli, que foi a pessoa a qual o levou convidou para ir a igreja, e orou e guerreou por sua transformação e conversão. *Sempre testemunho, que ela me ganhou pra JESUS e pra ela rsrs!* ...diz Gilson.

Tempo depois casaram debaixo da bênção e graça do Senhor JESUS, e tiveram o primeiro filho. Isso tudo em meio aos shows e viagens da banda Twister e nesta época Gilson já ministrava louvores ao Rei Jesus no ministério em que era obreiro! Mas, ainda tinha um contrato com a gravadora Abril Music que o impedia de gravar músicas evangélicas e testemunhar sua transformação de vida, libertação dos vícios, fazer a obra e falar sobre o que ardia em seu coração; ...SEU AMOR POR JESUS!! Mas, Deus é fiel e justo para cumprir suas promessas e o que Ele começa vai até o final, pois Jesus Vive!

Em 2003 a banda Twister encerrou suas atividades, e a gravadora faliu! Para o cantor Gilson foi motivo de alegria pois, enfim poderia servir o Reino de Deus com seu instrumento; “Sua voz e seu testemunho”.

Com o término da banda Twister iniciou-se então a gravação do CD “Na Paz” junto com Wesley Ros, foi aí, que Gilson constatou que também tinha talento para compor e produzir.

Gilson Campos e Riqueli Campos, casados à mais de 7 anos eles tem dois lindos filhos Miguel e o Davi. “Minha maior alegria é hoje poder declarar que... Eu e minha casa servimos ao Senhor!”, comenta Gilson. (Josué 24,14-15)

Após o sucessos dos Hit’s "Preciso" e "Minha Oferta" tocada em todas as rádios do Brasil e exterior, a Line Records lança o novo CD do cantor Gilson Campos.

O novo álbum chamado “VALE A PENA SERVIR”, como dessa vez não poderia ser diferente... foi produzido pelo próprio cantor em parceria com o Maestro Ed Oliver, e vem recheado de músicas de autoria do intérprete! Seguindo o estilo Pop Rock Louvor e Adoração, o CD reúne mensagens positivas e canções que prometem fazer sucesso ao se misturarem ao som das guitarras, solos distorcidos, Arranjos de cordas e melodias marcantes.

A maioria das composições são de sua autoria com a parceria de Ed, e tem a participação de musicas do produtor e compositor Dedy Coutinho e também uma composição dele com sua esposa Riqueli ....Quando eu deixo de agir.... e é claro a regravação do conhecido hino “Grandioso és tú” irá te surpreender!

Dentre as onze faixas que integram o álbum, as que mais se destacam são “Tudo é do Pai” que esta sendo tocada nas maoires redes de radios e igrejas de todo país, e outras fortes concorrentes a se tornarem grandes sucessos da música cristã brasileira como: “Me alegrarei” e “Em ti vencerei”.

Gilson Campos, sua esposa e filhos congregam e servem como diàconos na Comunidade Evangélica Casa de Oração no bairro da Penha em São Paulo, www.casadeoracao.org e seus Pastores são Pr. Luis Botelho e Cida Botelho. “Eles são bênçãos em nossas vidas!” ...Comenta Gilson.


*E as novidades para 2009 são:
*Novo WebSite com; fotos , letras e cifras, video clipes, Download e varios links de comunicação.
*O novo show da turnê ..Vale a pena servir.. e também um canal de videos com varias entrevistas interessantíssimas, no programa “Na Estrada com Gilson Campos” com os maiores nomes da Música Gospel como: Aline Barros, Soraia Moraes, P.C. Baruk, Regis Danese e muito outros... Este programa é um sonho que o Senhor colocou em nosso coração e que sem dúvida, irá oferecer: “O melhor” do entretenimento, muitas novidades e descontração.
E muito mais... Então não perca mais tempo!
Acesse agora mesmo. www.GilsonCampos.com
VALE A PENA SERVIR! Ao Rei dos reis... JESUS! ...Declara Gilson Campos.
Fonte: || ASSESSORIA Line Records & ASSESSORIA Gilson Campos ||
www.GilsonCampos.com
www.LineRecords.com.br
Contatos p/ Agenda: 55 – (11) 2886-9086, 7181-5556 e Id: 55*30*55366
MSN: rikagil@hotmail.com e skype:

Mais informações sobre o trabalho do cantor Gilson Campos, acesse aqui.

Tudo é do Pai


Gilson Campos - Minha Oferta


Gilson Campos - Preciso - 2005

Trio Kharis

O Trio Kharis iniciou suas atividades em meados de 2002, quando amigos uniram-se para formar um trio masculino. O sonho de formar um trio masculino nasceu inicialmente de uma amizade entre os cantores: Fábio Brasiliano, Raphael Souza e Sérgio Saint.

No início o trio não tinha a pretensão de gravar um álbum. Deus tem direcionado todas as etapas da vida do Trio, desde a formação e entrosamento dos integrantes até a seleção do repertório.

Esse processo ocorreu em meados de 2002/2003, e o álbum foi lançado em 2004. Cada um dos integrantes já possuía um background musical, o que agregou em muito na riqueza musical deste primeiro trabalho.

Mesmo sem a participação efetiva do Sérgio Saint como integrante do trio (que priorizou sua carreira solo na época), seus conselhos e dicas foram muito úteis e somaram-se ao entusiasmo de Fábio William, que o substituiu no Trio.

O CD foi produzido pelo próprio trio, com a participação de diversos amigos em todo o processo criativo do álbum. Entre eles, podemos mencionar: Álisson Melo, Samuel Lóia, Regiane Kafler e Sérgio SAAS. A música preferida é a canção “Filho Pródigo”, uma das canções mais lindas de todos os tempos.

A palavra “Kharis” é de origem grega e significa
“graça”, e a banda queria cantar sobre esse tema por isso a escolha do nome.

As canções falam do amor de Deus por nós e de nosso profundo agradecimento por todo esse amor estendido à nós. Uma outra característica do álbum é a grande mistura de estilos no repertório. As canções expressam forte influência do jazz e da música black, bem como canções tradicionais e contemporâneas, entre o pop e o pop/rock.

"Cremos que nunca houve no Brasil uma popularização e uma aceitação por parte de todos os públicos da música evangélica em geral, e isto se deve ao trabalho de muitos ministros dedicados que abriram caminho para toda uma geração de músicos. Podemos citar alguns como João Alexandre, Grupo Prisma Brasil, Grupo Som & Louvor, Alessandra Samadello, Fernando Iglesias, Cristina Mel, Aline Barros, entre outros. O trabalho destas pessoas definiu o mercado fonográfico evangélico de nossos dias. Respondendo à outra questão, as principais influências do Trio Kharis são: Arautos do Rei, Leonardo Gonçalves, Sergio SAAS, Gaither Vocal Band, Michael English e o trio Phillips, Craig & Dean", diz a banda.

O Trio Kharis acredita que: "A maior dificuldade de um músico cristão é dosar estes dois aspectos: técnica e unção. Se nos apoiamos demais em um deles, podemos apresentar falhas no outro. Uma coisa é certa: quanto mais próximos de Deus estamos, mais perfeita será nossa adoração, e a vontade de fazer o melhor pra Deus reflete nosso relacionamento e temor à Ele. Jesus certa vez disse: tudo o que te vier à mão, faze-o conforme as tuas forças. Tentamos seguir esta recomendação, usando ao máximo os recursos e oportunidades que temos em mãos, e deixando o impossível nas mãos de Deus".

Trio Kharis e amigos - Que feridas são essas


Amor que Impressiona - TRIO KHARIS

Marvin Sapp


"Be Exalted" é um excelente álbum de Marvin Sapp, indicado ao Grammy como melhor disco de soul gospel tradicional, incluindo "Do You Know Him?","Everything
that I Am" e "He Won´t Fail". Marvin Sapp é um cantor americano de música americana.

Marvin gravou com o grupo Comissionado na década de 1990, antes de iniciar uma carreira solo.

Sapp é também o fundador e pastor sênior da Lighthouse
da Igreja Life Center, localizado em Grand Rapids, Michigan.

Sapp nasceu e cresceu em Grand Rapids, Michigan e começou a cantar na igreja, na idade de quatro. Ele passou sua adolescência cantando com vários grupos e conjuntos Evangelho antes de ser convidado pelo cantor Gospel Fred Hammond para cantar com a banda Encomendado. Sapp aparece nos álbuns do grupo, número 7 e Matters of the Heart'.

Após a dissolução da Encomendado em 1995, Sapp decidiu estabelecer-se como um artista contemporâneo gospel solo e já gravou sete álbuns.

Recentemente, Sapp alcançou a fama com o lançamento de "Never Would Have Made It" da Thirsty álbum. Ele chegou ao n. º 14 na Billboard E.U. Hot R & B / Hip-Hop Songs, # 82 na Billboard Hot 100 E.U., e também em # 1 sobre o Evangelho Hot Billboard chart Songs.

Ele estreou em # 28 na Billboard E.U. 200, # 4 no Billboard E.U. Top R & B / Hip-Hop, e também # 1 na Billboard E.U. Top Gospel Albums, certificado ouro pela RIAA, devido à venda de álbuns mais de 500.000 cópias, tornando-o Sapp álbum mais vendido de sua carreira solo e o álbum gospel mais vendido de 2008.

Em 2009, ganhou todos os Sapp Evangelho Stellar Award, que foi nomeado.

Sapp é casado com Malinda Sapp, uma professora e psicóloga, e Pastora Administrativa na Lighthouse faixa Life Center Igreja. Eles têm três filhos: Marvin II, Mikaila e Madisson.

Álbuns Solo
1996: Marvin Sapp 1996: Marvin Sapp
1997: Grace and Mercy 1997: Graça e Misericórdia
1999: Nothing Else Matters 1999: Nothing Else Matters
2001: I Believe 2001: I Believe
2003: Diary of a Psalmist 2003: Diário de um salmista
2005: Be Exalted 2005: Seja Exaltado
2007: Thirsty 2007: Thirsty

Marvin Sapp Praise Him In Advance


Marvin Sapp - Magnify (Calvin Rodgers)


I Believe By Marvin Sapp


Marvin Sapp - Power

Phillips, Craig e Dean


A música “Nothing to prove”, do álbum “Fearless”, lançado no dia 4 de agosto de 2009, é o mais novo sucesso do trio Phillips, Craig e Dean (mesmo nome do álbum da cantora Crystal Lewis).

Algumas de suas canções mais populares incluem
"Favorite Song of All", "My Praise", "I Wanna be Just Like You", "Amigo de Deus", "Top Of My Lungs" e "You Are God Alone".

Em 1992 lançaram seu álbum debut homônimo, e seguiu-o com Lifeline em 1994 e Trust, em 1995. Em 1996 eles lançaram um álbum de Natal intitulado Repita o Sounding Joy com o Christ Church Choir e da Nashville String Machine. Em 1997 eles lançaram Where Strength Begins. No ano seguinte, eles lançaram uma compilação intitulada Favorite Songs of All. Em 1999 eles voltaram com a Restauração, e seguiu-o com Let My Words Be Few em 2001 e Let Your Glory Fall em 2003.

Nos últimos anos, eles perdem as raízes pop mainstream
e focada em mais culto da música orientada. Nessa linha, eles já lançaram seus mais recentes álbuns.

Foi através do programa de Phillips de TV semanal que Phillips, Craig & Dean descobriu o que seria a faixa-título de seu CD de 2004 Let The Arise adoradores.

O louvor e adoração show e procurou descobrir a melhor música de um compositor desconhecido, como Michael Ferrin de Texarkana, Texas levando para casa o prêmio máximo.

Uma vez que o julgamento terminou, os cinco vencedores chegaram a Austin e a canção vencedora estreou em uma transmissão Despertar.

"Quando eu ouvi ele cantá-la ao vivo foi um desses momentos", Phillips lembra. "Eu acho que quando as pessoas o ouvem, elas chegam a Cristo com uma renovada paixão como nunca tiveram antes".

Eles também contribuíram para várias compilações de música cristã contemporânea, principalmente seu álbum de 1995, e o segundo álbum, seus maiores sucessos, o conjunto 2CD The Ultimate Collection ", foi lançado pela Sparrow Records em 2006.

Os três cantores são em tempo integral pastores e fazem de seu ministério prioridade, assim estão em suas respectivas igrejas nos cultos de domingo, eles declararam uma moratória virtual em concertos no sábado à noite.

O trio tem participado das convenções da National Religious Broadcasters e Livreiros Associação Cristã, na Igreja Moody, jogado em comícios Promise Keepers, e gravou músicas para o Dia Nacional de Oração.

Juntos desde 1991, o trio lançou 17 álbuns, vendeu cerca de 2 milhões de cópias. Todos são pastores, sendo Dean na “The Heartland Church” em Irving, no texas, Phillips na “Promiseland West Church”, em Austin no Texas e Craig na “South County Christian Center”, em St. Louis, no Missouri.

Destaque no primeiro álbum para as faixas "How Deep the Father's Love for Us" e "Here I am to Worship" que já tem versões em português para uso congregacional. "When god Ran" tem versão feita pelo Trio Kharis (“graça”) que iniciou suas atividades em 2002(Brasil).

Em 2008 o PCD formado pelo trio PHILLIPS, CRAIG e DEAN ganhou reconhecimento de sua carreira como Nº. 1 em Rádio com "Revelação Song" e n º 1 no varejo com Fearless.

Phillips, Craig and Dean conquistou com Fearless mais de 10.000 unidades vendidas em sua primeira semana de lançamento, conquistando o primeiro lugar na parada Contemporânea de varejo atual, enquanto o seu único hit de Apocalipse "detém o n º 1, tanto no AC e gráficos de rádio INSPO.

Fearless também foi maior estréia da banda, sempre no patamar Billboard Top 200, no n º 46. Além disso, é o mais recente projeto de Phillips, Craig e Dean com a maior entrada de novos operadores no SoundScan Christian cartas reivindicando o 2 º posição.

Em meio a seu sucesso na rádio, "Revelation Song", o Nº. 1 na faixa single mais baixado esta semana (agosto/2009) sobre Christian / Gospel Digital Tracks (corrente e geral).

Excepcionalmente talentoso e posicionado no seu duplo papel como músicos e pastores a tempo integral sênior em três cidades diferentes E.U., Randy Phillips, Shawn Craig e Dan Dean conhecem bem o povo, as atuais lutas em seu rosto nas congregações, onde surgem as criações.

Produzido por Bernie Herms (Casting Crowns), faixa do álbum apresenta 10 canções co-escrito por cada membro da banda, incluindo "The Distance", "Nothing to Prove" e "O Espírito de Deus está aqui".

A banda vai continuar percorrendo o país com seu mais novo lançamento.Para obter as informações mais atualizadas tour, www.phillipscraiganddean.com visita e www.myspace.com / philliplscraiganddean.

Desde a sua formação, Phillips, Craig e Dean lançou 10 álbuns que já produziu 16 Nº. 1 hits de rádio, além de dois milhões de discos vendidos e nove nomeações Dove Award.



# # # # # #

www.phillipscraiganddean.com
www.myspace.com/phillipscraiganddean
www.facebook.com/phillipscraiganddean

"Your Name" by Phillips, Craig, & Dean


You Are God Alone-Craig and Dean Phillips


Phillips, Craig & Dean - Come, Now is the Time to Worship

Amós


O set list da Banda Amós é bem variado, com músicas de dois trabalhos e algumas inéditas. A galera curte muito “Shadows” e “Ark Of Covenant”. Do “Gothic Soul” ainda “Master”, “The Son Of God” e “Eternal Love”, mas uma das mais pedidas é a “In the Storm”.

O grupo ficou conhecido como a primeira banda cristã de metal gótico do Brasil. Contudo a banda não é, de fato, gótica. A banda tem muita influência gótica em seu som e nas letras, mas realmente não é uma banda gótica. Algumas músicas mais góticas e o nome do primeiro álbum “Gothic Soul” ajudou a criar esse rótulo em torno do Amós.

O Amós traz uma fusão de vários estilos, heavy metal, prog, música gótica... Fazem o que gosta e não querem estar presos a um estilo. Assim, não limitam suas composições a um rótulo. Influências: vários estilos, como Paradise Lost, Depeche Mode, Sisters Of Mercy, Clan of Xymox, tenho ouvido coisas novas que acho legal como The 69 Eyes e músicas de adoração como Hillsong, United e Vineyard.

As diferenças entre o primeiro álbum “Gothic Soul” e o segundo “A Matter of Time”, são muitas. Inclusive, entre um disco e outro a banda mudou de país.

Na verdade a banda toda não está na Inglaterra. A banda formada por 4 integrantes e apenas dois foram e permaneceram por um ano na Inglaterra, (mas viram que não iria dar certo a estada lá como banda, então desistiram da idéia). Logo em seguida esses dois integrantes, que estavam na Inglaterra, se desligaram do Amos.

Rodrigo que já viveu na Inglaterra e no Japão fala sobre esta experiência: "Realmente estar em outro país e em outro continente te muda. Foi uma época em que as composições não paravam de nascer dentro de mim. Idéias, planos... Talvez pela saudade também da nossa terrinha... Mas enfim, sempre ouvi de tudo, desde pop a sons mais extremos e talvez por isso tenhamos achado uma sonoridade legal pra banda".

“A Matter of Time”, novo disco da Banda Amós, de Campo Grande/MS, uma das pioneiras no cenário underground cristão nacional.

A banda Amos, formada por Evandro Vaz (guitarra e voz), Rodrigo Shimabukuro (líder, vocalista, baixista e compositor), e Mark Pascoal (bateria) é pioneira no Gothic Metal nacional e um dos grandes nomes da cena metálica.

Sobre a formação da banda Rodrigo diz: "Éramos adolescentes que amávamos música pesada e tínhamos nossa fé em comum. O Amós nasceu da vontade de falar dessa nossa fé a todos. Os projetos são os mesmos desde 94, e vêm se concretizando a cada dia. São eles: fazer um som de qualidade, tentar ser original, transmitir algo bom em nossas letras, levar nossa mensagem aonde não podemos ir através de CD´s e poder fazer alguma diferença pra essa moçada underground".
Quanto ao nome escolhido: "Tínhamos umas 30 idéias de nomes pra escolher. Mas não queríamos nada em inglês. Quando um dia estava lendo o livro de Amós, que foi um profeta bíblico, me veio à mente: porque não Amós? E todos acharam que soou legal. É um nome forte e decidimos batizar a banda com o nome desse profeta", diz Rodrigo.

O Amos já fez diversas apresentações, tocando ao lado de grandes nomes como Angra (SP), Sevent Avenue (Alemanha), Bride (EUA), Matanza (RJ), entre outros.



O "9408" é a primeira coletânea de vídeos da banda, bastante aguardada pelo público,
com tiragem limitada.

A banda já está com o EP “Lost Essence” pronto, pela Bombworks Records (EUA), é um trabalho bem diferente do “A Matter Of Time”. Traz um Amos mais gótico e menos heavy metal. A arte também já esta pronta. Além das 3 músicas inéditas traz um material de vídeo da banda.



Site Oficial.

Desperta

Vindo de Três Lagoas/MS, a banda DESPERTA, nasceu quando coincidiu de dois dos integrantes que já tocavam em bandas paralelas terem o fim de suas bandas 'decretadas', quase ao mesmo tempo, assim no começo de 2008, eles idealizaram um novo projeto juntos – surgiu assim a Banda DESPERTA, que com 6 meses já estava com sua primeira demo gravada.

"A banda surgiu em 2008, mais ou menos em maio, eu trabalhava com o Wilson (baterista), ele tinha uma banda e eu outra, por acaso as duas bandas acabaram na mesma época, então surgiu a idéia da gente fazer um som. Chamamos o Kleiton (guitarrista), fizemos algumas apresentações, e com a saída dos nossos baixista e tecladista, chamamos o Ernani (contra baixo), e desde então nossa formação se fechou a atual. Começamos a tocar e rotulados como “Desperta”, nome sugerido pelo Wilson", diz Júnior.

O nome "Desperta" expressa o que a banda pensa em relação à vida e ao mundo. "Porque hoje em dia, algumas pessoas vivem um estado de dormência se vendendo ao “social”. Eis aí nossa luta com o nosso som", diz a banda.

Formada por “Sadir” (vocal) mais conhecido como “Júnior”, “Kleiton” (Guitarra/back vocal), “Ernani” (contra baixo/vocal) e “Wilson” (bateria), a banda se intitula de carismática e interpreta canções inspiradas nas bandas “Oficina G3”, “Rosa de Saron”, “Nickelback”, “Drem Theater”, entre outras.

Em pouco tempo de carreira, o grupo já disputa as listas de canções das rádios com a música “Só há uma Chance”, composta pelo vocalista “Júnior”.

Embalada em um som de pop rock, a canção fala sobre viver o presente, sonhar e ser persistente.

Nos shows, a banda procura levar mensagens positivas para os jovens e fazer o que mais gostam, a “Música”.



Um dos shows mais importantes da carreira da banda “Desperta” foi em Birigui, interior de São Paulo, onde o grupo teve a oportunidade de se apresentar ao lado da banda “Oficina G3”.

Banda DESPERTA - Só há uma chance - Slides Fotos

Onix8

A Banda Onix 8, de estilo Punk Rock, representa uma das únicas bandas do hardcore melódico cristã, diversificando ainda mais a música Gospel Nacional. A Banda Onix8 é de Criciuma/SC e mesmo não estando no eixo Rio-São Paulo, já é uma revelação da música cristã.

Nasce assim em dezembro de 2004 a Banda Onix8, com o objetivo de levar a mensagem de Jesus a jovens que ainda não tiveram um encontro com Ele. Três amigos do sul do Brasil, decidiram unir suas forças e talentos e tornar esse propósito uma missão.

A Banda Onix* escolheu o nome Onix porque esta pedra semipreciosa antigamente era usada como oferta e a banda relacionou esse sentido ao nome da mesma, e quanto ao 8 o Tiago, guitarrista e vocalista da banda diz: "...é um 'nosso segredo'.

Os integrantes da banda são: Tiago; Sopa (baixo e voz) e Daniel (bateria).

O CD "Triste por quê?", lançado pela Gravadora Bompastor, traz um estilo Punk Rock, com levadas fortes na guitarra, vocais frenéticos e melódicos além de uma bateria precisa e poderosa. O CD contém 8 faixas que retratam não apenas esta fase da banda de reflexão nas obras de Deus, como também inspira a refletir a respeito de Seu amor e de Suas obras.

Apesar de pouco de tempo de formação, o Onix8 já é top nas rádios da internet, estando pela sétima semana consecutiva como banda mais votada no site Sompositivo dos EUA, em terceiro lugar como banda mais ouvida e em sétima posição como melhor música na seção Christian do site americano Audio Street.

As músicas do CD "Triste Porque?", tratam basicamente de experiências vividas, já no CD Punk Clube vamos falar sobre o universo jovem, a importância das escolhas certas, fala sobre acreditar e ter fé e sobre como vemos o mundo hoje. Mas o grande barato de tudo isso é fazer com que a galera reflita sobre a vida e possa vive-la da melhor forma possível, com coragem e perseverança. Uma das músicas que fala isso chama-se Futuro, refrão: "Não espere que o futuro venha mudar a sua vida, isso vai acontecer, esse é seu tempo de viver", diz Sopa.

O vídeo clipe da musica "Dias", foi visto por cerca de 700 mil pessoas, a banda que não esperava que tantas pessoas assistissem ao vídeo, se dizem surpresos com a grande repercussão e aceitação do seu trabalho. "Graças a uma boa divulgação e a internet que nos ofereceu ótimas ferramentas para isso. Na época nos queríamos apenas ter um trabalho para divulgar a banda e ficamos muito felizes com o comentário do pessoal de todo o Brasil e países como, EUA, Canadá, Japão, Portugal, Argentina, etc. É o nosso maior retorno esta expresso no número de pessoas que assistiram ou baixaram esse vídeo", diz a banda.

A banda que conquistou o 2º lugar no I Festival Rock de Criciúma, organizado pela Radio Atlântida, diz: "É muito legal você conquistar espaço dentro de sua cidade e receber reconhecimento pelo seu trabalho, foi realmente uma experiência muito boa, ainda mais sendo um evento envolvendo um meio de comunicação tão importante, como a Radio Atlântida FM que é ligada a RBS TV, filiada a Rede Globo no Sul do país".

A banda já pode ser ouvida nas rádios em países como:Brasil, Argentina, Espanha, EUA, Bolívia, etc... e em sites de música independente nos EUA, Canadá, Inglaterra e Brasil.

Site:
Mp3:
Mp3:
Fotolog:

A banda se prepara para uma série de shows em todo Brasil. Todos fazem parte do MC2 (Ministério Crescer em Cristo) de Criciúma/SC e aceitam convites para tocar em todo o Brasil.

A banda Onix8 é a nova contratada da gravadora Oxigenio Records, em 2009. A Oxigênio Records gravou seu primeiro podcast. O objetivo é informar sobre os artistas, lançamentos, notícias e sobre a gravadora, aém divulgar seus parceiros, promoções e outras informações regadas a muita música de qualidade para se degustada pelos ouvintes.

O primeiro podcast da Oxigênio Records, fala um pouco sobre os objetivos da gravadora, entre eles o de investir na cena nacional, e anuncia a contratação da primeira banda brasileira em seu casting, a banda Onix 8 que concedeu a Renato Cavallera, podcaster do dotCast daqui do dotGospel, uma entrevista falandoentre vários assuntos, curiosidades sobre a banda, sobre a contratação pela Oxigênio Records e muito mais.

O Podcast Oxigênio Records é um trabalho totalmente independente e busca poder se aproximar ainda mais de todos aqueles que investem e acreditam no trabalho desempenhado no meio cristão nacional.

para ouvir acesse: www.oxigenioonline.com e é só dar o play no player.
para baixar acesse: http://www.oxigenioonline.com/Cast/ e clique no arquivo desejado com o botão direito, depois clique em salvar como...

Onix8 Hardcore Melodico - Brazil - Video Clip Dias


Onix 8 Live Video " Nunca Procurou"


Onix8 Punk Brazil - Live Video " Amor Por Deus"

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Tehilim

"Tehilim, em hebraico, significa Salmos ou louvores. Os livro de Salmos, na Bíblia, o lugar onde a humanidade mostra seus verdadeiros sentimentos para Deus. E o que fazemos em nossas músicas mostrar nossos sentimentos", diz o líde da banda.

A Banda Tehilim é liderada por César Ricky Mendes e Jackie M. Mendes e propõe em suas canções a fusão de música celta, rock e folk americano, trazendo a diversidade
cultural e artística de outros povos e nações. É bem claro que é diferente daquilo que estamos acostumados ouvir aqui no Brasil.

Por aproximadamente quatro anos, eles foram membros do Ministério Arca e também marcaram presença em CDs como convidados de outros ministérios como:
Crianças Diante do trono, Nívea Soares, Chris Durán, Soul Survivor, Ceifa-Jocum, Clamor pelas Nações, Fernandinho, Gerson Freire, Judson de Oliveira,
Jeff Fromholz e 3 Rock Youth.

O CD Celtic Inspirational Rock, primeiro da banda, tem uma temática instrumental, mas destaco a faixa 2, Come As You Want, versão de Vem Como Quiser do Ministério
Arca.

O grupo faz uma mescla de música celta tradicional com rock e folk. Essa mescla ganhou as páginas da revista Guitar Player do mês de maio, na seção "Sobe o Som", e conseguiu uma ótima crítica do editor Régis Tadeu, na seção "Nova Geração" da revista Cover Guitarra do mês de fevereiro.

Depois de 3 anos do álbum “Celtic Inspirational Rock”, o Tehilim lança o “CD Grace”.

“Grace” foi gravado ao vivo em estúdio durante os dias do carnaval de 2009. Em relação ao CD anterior, esse é um trabalho mais enérgico e denso. Principalmente pela captação da banda tocando ao vivo, o que deixou a sonoridade mais crua e direta.

Outro fator que mostra bastante a diferença, é que o primeiro CD começou como um projeto, e nesse novo trabalho, o Tehilim já é uma banda que vem trazendo alguns anos de estrada.

Ricky (guitarra e violão) e Jackie (flautas) sabem muito bem como se expressar musicalmente, sabendo ir muito além de uma música sem vocal, o som do Tehilim é algo envolvente, realmente criativo e artístico, quando Ricky começa a cantar, você pode até se questionar: “precisa?”.

O fato de Grace ter sido gravado ao vivo reforça a vontade de fazer uma adoração realmente pura a Deus e não de fazer um arranjo que agrade a Deus e ao público, o que dificulta ainda mais o trabalho, pois Deus não é humano e sim Deus, ou seja, perfeito. Como fazer para agradar alguém que com certeza faria algo melhor que você?

O Tehilim soube bem como contornar essa “adversidade” inserindo em suas músicas uma generosa porção de sinceridade e recheando abundantemente com amor, coisa que os industrializados alimentos enlatados não possuem, esses na verdade não creio que realmente alimentam quem irá “consumi-los”.

A graça deste novo álbum do Tehilim é que ele não me agrada por completo, pois a variedade de estilos inseridos neste trabalho vão muito além do primeiro álbum que se resumiu apenas ao rock, folk e celta, temos em Grace muito hard rock, temos country, temos indie, temos criatividade, um Tehilim mais direto ao ponto, mais verdadeiro, mais sincero! Talvez seja por isso que não se tenha uma percussão neste trabalho, caso não fosse bem executada poderia se tornar uma macumbada sem sentido.

As guitarras não solam e sim se expressam verdadeiramente, sem os limites decretados por um produtor ou pelo público, Ricky apenas dá o seu melhor e ponto, criando um destaque bem maior para as cordas, um prato cheio para qualquer músico.

As flautas, diferente do primeiro álbum, deixaram de ser o elemento surpresa, o que poderia tirar um pouco da diferenciação da banda, mas Jackie conseguiu superar isso ao tornar os elementos celtas um “algo a mais” e não apenas parte da banda, criando a beleza e fúria nos lugares certos e até nos inusitados também, e com a guitarra claramente influenciada pela música oitentista, criou uma atmosfera no mínimo diferente inserindo o ouvinte desde uma viagem só para uma floresta linda, a uma visita a uma garagem americana com cinco adolescentes no ano de 1987. Diferente, não? Eu chamaria de criativo.

O álbum em si tem um som diferente, a idéia de ser simples se apresenta antes da primeira nota da guitarra, ela está na capa que representa muito bem a Graça que este disco fala: uma cruz num campo verde.

A simplicidade também é vista na falta de efeitos diferentes nas guitarras, no áudio da bateria que aparece bem separado dos demais instrumentos, no teclado executado da forma mais simplista possível e até mesmo na produção que escolheu encerrar algumas músicas de uma forma inusitada. É por isso que Grace não se compara com o primeiro álbum do Tehilim, são duas propostas bem diferentes, tanto no lado espiritual, quanto no lado técnico.

Um exemplo disso é que no primeiro álbum era possível encontrar pelo menos 3 guitarras por música, neste por ser ao vivo só é possível encontrar uma e nem por isso as músicas perderam a qualidade, pois apenas frisou ainda mais a simplicidade que o álbum busca e a sinceridade que o álbum fala.

A simplicidade também está a vista quando você chega ao final do álbum e fecha os olhos, imaginando-se naquele campo verde, olhando a cruz e pensando no que ela representa: a coisa mais simples já feita, afinal foi criada com amor e sinceridade. A Graça de Deus é simples, é perfeita.

Quer saber mais? O site da banda, além de informações e agenda da banda, traz artigos muito bons e você pode baixar o CD! Vale conhecer este site também.

Fonte: dotgospel.

TEHILIM CELTIC ROCK


Tehilim - Come Thou Fount Of Every Blessing [ENSAIO]

Crombie

Voz, violão, baixo e percussão. Esta é a formação do grupo Crombie. Formado em 2006 por amigos com gostos semelhantes que queriam se divertir e principalmente refletir sobre o cotidiano, a natureza, a liberdade e a amizade. O grupo conta com Felipe Velozo no baixo e nos vocais, Leonardo Soares e Lucas Magno nas percussões e com Paulo Nazareth no violão e nos vocais. Marisa Monte, Gilberto Gil e Los Hermanos são influências assumidas pela banda Crombie.


Formada por jovens cristãos da Igreja Presbiteriana Betânia em Niterói, a banda CROMBIE foi finalista do festival de bandas promovido pelo Jornal do Brasil – e vencedor no júri popular. Formado por Felipe Vellozo (baixo e vocais), Filipe Costa (violão e guitarra), Gabriel Luz (violão e vocais), Lucas Magno (percussões) e Paulo Nazareth (vocal e violão).

Quando perguntado sobre o significado do nome o líder respondeu: “não significa absolutamente nada...”. Pois é, mas parece que mesmo que não tenha sido de propósito, o nome escolhido para a banda significa exatamente o contrário, pois a banda CROMBIE quer dizer e diz muito em suas poesias e canções.

São letras repletas de contemporaneidade aparentemente descompromissada, mas com uma profunda mensagem de vida e relacionamento com Deus e a natureza.

Uma musicalidade que demonstra nitidamente a influencia pop, mas que ao mesmo tempo preza pela originalidade e criatividade, misturando Bossa, reggae entre outros estilos, nos surpreendendo a cada faixa.

Dentre as canções do CD “POR ENQUANTO” da banda, destaco “SOBRE O TEMPO”, que tem participação especial de GERSON BORGES cantando.

"Porenquanto", é o nome do álbum de estreia do Crombie, lançado em 2009. Com apenas dois anos de estrada, o Crombie possui maturidade autoral e musical invejável.

O grupo carioca foi finalista do festival de bandas promovido pelo Jornal do Brasil – e vencedor no júri popular.

Formado por Felipe Vellozo (baixo e vocais), Filipe Costa (violão e guitarra), Gabriel Luz (violão e vocais), Lucas Magno (percussões) e Paulo Nazareth (vocal e violão), o Crombie dá nova vida ao previsível cenário cristão brasileiro.

Nos primeiros segundos de audição, o álbum
"Porenquanto" pode parecer um disco de reggae, feito com violões e percussão, mas aos poucos a banda mostra seu diferencial.

Cada canção é feita para surpreender, misturando acordes de Bossa Nova e MPB às guitarras levemente distorcidas, muito semelhantes às do Los Hermanos.

Cristãos da Igreja Betânia em Niterói, os integrantes da banda se utilizam da poesia singularmente para expressar o amor de Deus.

"Quase tudo é temporal, temporal porque está sujeito a um sujeito chamado Tempo, que é mais que momento, que não se confessa, pois não sente culpa de nada", são os primeiros versos de "Sobre o Tempo", quarta faixa do disco, que já soa bem rock.

No MySpace, o grupo conta um pouco mais de suas influências, sua história. Para saber mais sobre Crombie, acesse: www.myspace.com/crombies



Sem vaidade - Crombie


Crombie - Chuva de Vento


Crombie - Longa Jornada

Audiovoltz

Audiovoltz (Rock) – Vindo diretamente do nordeste do país, esta banda arrepiou o Brasil com a música “Até o Sol Sorriu pra Mim”, e entre todas as outras que ouvi continuei gostando mais desta...


Iniciando seus trabalhos em julho de 2006, a Audiovoltz trás um som que mescla basicamente elementos do hard rock, grunge e new metal, explorando sua temática na análise do comportamento humano e sugerindo uma reflexão acerca do mesmo em letras provocativas e confessionais.

O PROJETO
Dentro da cronologia humanamente usada, a Audiovoltz começou enquanto o vocalista Kenny Santa Cruz e o guitarrista Leo Ferreira compunham músicas para a Ruah, banda que os uniu pela primeira vez e já trazia uma sonoridade com fortes influências do progressivo e heavy metal. Observando a complexidade da música que estavam produzindo, surgiu um desejo de criar abordagens mais simples, que chegassem ao público de forma mais direta porém sem perder o vigor, técnica ou sentimento bem característicos ao rock. E à medida em que buscavam novas possibilidades, essas percepções ganhavam forma em novas composições, orientadas tanto em letra quanto em música para uma linguagem que fosse acessível a um perfil mais abrangente de ouvintes, independente da tribo, convicção política-religiosa-futebolística-social ou de uma suposta compreensão musical apurada. Queriam fazer música focada não no entretenimento gerado por ela - embora faça uso desse artifício - mas como veículo de idéias sobre as coisas que rodeiam a todos, todos os dias. Música enquanto arte, fazendo releituras do mundo através das percepções dos autores e compartilhada com a estética sonora resultante da interação entre os dois.

Analisando o contraste entre esse direcionamento e os trabalhos anteriores, Kenny explica: "o virtuosismo musical tem sua função e sua beleza, cabendo perfeitamente nas aspirações de quem sente-se atraído por malabarismos técnicos e estéticos - e isso em si mesmo não é nenhum problema, pelo contrário! Mas a proposta da Audiovoltz está muito mais focada na comunicação, na interação com o ouvinte unindo-o à banda numa única batida, sincronizando pés, mãos e corações no mesmo ritmo. Se além disso tivermos no saldo alguma reflexão sobre o que cantamos, então todo o resto teve uma razão proveitosa de existir".

COMPONENTES
Kenneth Santa Cruz, ou apenas Kenny como é mais conhecido, apegou-se à música desde a infância, tendo no pai o incentivo para apreciar bons autores e intérpretes. "Do jazz de Count Basie e John Coltrane ao new age de Kitaro e Jean-Michel-Jarre, passando por clássicos como Beethoven e Mozart, bem temperados com Toquinho, César Camargo Mariano, Baden Powell e Tom Jobim - era assim a trilha sonora do café da manhã e das tardes de domingo da família desde minhas lembranças mais antigas". A partir daí foi surgindo o interesse por fazer música e aos poucos o rock foi ganhando espaço em sua preferência, através de grupos como Skid Row, Guns 'n' Roses, Mettalica, Legião Urbana e Biquíni Cavadão. Os primeiros acordes ao violão e a descoberta da voz chegaram por meio de amigos do bairro e algum tempo depois a igreja tornou-se sua primeira escola de música. A primeira participação numa banda veio por volta de 1995 através do convite do amigo guitarrista Walter Lima, que precisava de uma segunda guitarra na banda Haggios Dynamis - mas a única participação efetiva com eles foi uma música tocada num show na UESA. Após isso a Haggios parou os trabalhos e Kenny ficou sem banda até que em novembro de 2003 Mário "Brother" Alves estava à procura de um vocalista para a banda Ruah e o convite foi aceito, numa parceria que durou até agosto de 2006 e rendeu a gravação de um EP, premiações num festival de bandas de rock em Maceió, muitos shows e resultados positivos, além das amizades e experiência adquiridas com os companheiros de banda.

Leo Ferreira também traçou um caminho musical bem eclético desde o início. Começando com aulas de teclado, a paixão pela guitarra surgiu pela oportunidade de acompanhar seu pai em sua banda profissional. Muitos bailes, estudo e passagens por projetos dos mais diversos, como MPB, thrash metal, blues e música regional, lapidaram o talento e a criatividade para que chegasse à banda de hard rock Jornada, na qual compôs e produziu um cd que infelizmente não chegou a ser lançado. Justo nessa época foi convidado por Kenny pra fazer um teste na Ruah devido à saída de Mário em março de 2005. Esse contato rendeu boas composições para a banda e também deu início à parceria que gerou o embrião da Audiovoltz pouco tempo depois.

Para completar o grupo foram convocados dois reforços essenciais: Victor Sávio na bateria e Talmir Sena no baixo. Victor assumiu as baquetas mesmo não fazendo parte das rodas de músicos já conhecidos entre as bandas de Alagoas. Amigo de Kenny há alguns anos, sua pegada firme, aliada ao talento vocal a afinidade com diversos estilos musicais logo provaram que Victor possuía potencial criativo para somar ao grupo, ajudando nas definições dos arranjos e nas composições. Talmir chegou por último mas já era conhecido dos outros componentes e estava em "férias coletivas" de sua banda anterior quando foi chamado para um teste em dezembro de 2006, período em que o baixista inicial do projeto decidiu seguir outros caminhos. E logo em seus primeiros contatos plugados com o resto da banda era claro que Talmir havia trazido na bagagem não só o baixo, mas muita energia e atitude no palco. Vontade de crescer musicalmente foi uma das coisas que expressou logo que chegou, recém saído das vertentes mais aceleradas do hardcore e procurando por um projeto no qual pudesse explorar mais sua musicalidade, indo além do que já tinha feito até então.

PRIMEIRO EP E FUTURO
Com um EP de cinco faixas lançado em janeiro de 2008, a banda segue firme, compartilhando suas idéias através de um rock que propõe-se a fazer pular, gritar, sentir, pensar e sobretudo provocar uma abertura à auto-reciclagem, visando um (re)posicionamento consciente diante do imenso cardápio oferecido a qualquer cidadão da pós-modernidade. Sem distinções.

NOVO GUITARRISTA
Audiovoltz apresenta Ewerton, novo guitarrista mostra a que veio no novo cd que deverá ser lançado em 2009.

CONTATO
Web: www.myspace.com/audiovoltz
E-mail: audiovoltz@gmail.com
Fones: (82) 9111-3750 (Kenny)



Audiovoltz - Olhar e Palavras

Banda Criação


A Banda Criação nasceu no dia 1º de Maio de 1996, composta pelos amigos: Nel, Cláudio e Alberto Brunno. Da formação inicial ficou apenas Nel, vocalista da banda.

Atualmente a banda é formada por: Thiago (Teclados), Adonias (Baixo), Nel (Vocal), Luciano (Bateria), Daniel (Guitarra). Da formação que gravou o 1° CD, apenas o baterista Samuel (na frente na foto acima de camisa branca e vermelha), saiu.

Como principais eventos, a banda já se apresentou no show da carreira solo de Kim (vocalista da banda Catedral) por duas vezes no ano de 2000.

A banda Criação além de fazer a abertura dos dois eventos, foi a banda que acompanhou Kim em suas músicas, na época, o maior cantor evangélico.

A banda participou também de vários shows direcionados a linha romântica, Marcha para Jesus (evento que reúne na Avenida Boa Viagem em Recife mais de duzentas mil pessoas), Igrejas, Sorvetadas e etc.

Os últimos eventos que a banda Criação participou neste ano de 2007 foram as aberturas dos shows de Aline Barros, PG e de Kleber Lucas, além da apresentação no palco principal da Marcha Para Jesus na praia de Boa Viagem.

A banda Criação, lançou o seu primeiro Cd independente “Todo Poderoso” que vem sendo bastante executado nas Rádios Evangélicas de Recife.

“Tivemos a felicidade de saber que nosso Cd já esta sendo tocado no Rio de Janeiro e é uma das mais pedidas chegando a ficar entre as dez mais pedidas dos ouvintes, nos fazendo ver mais e mais que Deus esta na frente deste ministério. E que Deus seja louvado!”, festeja Nel, vocalista.

A banda Criação faz parte do álbum virtual "Underdot", um álbum criado pelos administradores do site Dot Gospel para apoiar bandas independentes no Brasil.

A idéia surgiu de um objetivo muito simples e que agora se consagra em um passo adiante. Há alguns meses o dotGospel assumiu uma missão, de cada vez mais ajudar e divulgar as bandas e artistas da cena independente do Brasil.

O primeiro passo foi dado na promoção "Natal Underground dotGospel", em que as bandas independentes disponibilizavam seus CDs para sorteio no dotGospel, sem que o portal ganhe nada com isso. Foram 41 CDs de 13 bandas diferentes, um sucesso estrondoso.

Neste segundo passo, o dotGospel está lançando o Underdot Vol.1, um álbum virtual com 11 músicas grátis para download, de algumas bandas da promoção Natal Underground dotGospel e alguns convidados especiais. As bandas não pagaram absolutamente nada para participar desta compilação e o álbum virtual não será vendido sob nenhuma circunstância, o motivo não é lucrar e sim divulgar.

Além do álbum virtual, você também poderá adquirir um encarte virtual do álbum, onde você conhecerá as letras das músicas e um pouco mais de cada banda, pois no encarte há um breve histórico da banda, páginas na internet, e-mail, telefone e o que for preciso para ficar ligado com suas novidades.

A intenção é simplesmente de divulgar e mostrar ao Brasil que temos muito mais músicas de qualidade do que vemos hoje em dia nas rádios, tv e internet. Então, se você também acredita no trabalho dessas bandas e no cenário underground brasileiro, divulgue este álbum virtual com links de seu blog ou site para essa página, mostrando e enviando e-mails aos amigos, emulando, enfim, fazendo o que for possível para fazer esse trabalho mais conhecido.

Abrace conosco essa missão de divulgar as bandas independentes do Brasil, mesmo porque além de música de qualidade, é música feita por irmãos em Cristo.

Se quiser baixar o álbum completo, além da capa, encarte e contra capa clique aqui.

A Banda Criação gravou no dia 29/02/2008, o Programa "Paradão Evangélico", apresentado pelo casal João e Anne. A gravação, que foi ao ar no dia 3 de março, as 9:30 da manhã pela Rede Estação Sat, canal 14, em Recife, aconteceu num clima muito descontraído e cristão. Antes de começar a gravação toda a equipe do programa junto com a banda fizeram uma oração para pedir a direção de Deus.

No programa a banda divulgou a sua participação no do dia 9/03/2008, no Veneza Water Park, junto com a cantora Cassiane e vários outros artistas e bandas da música gospel de Pernambuco.

A banda Criação cantou duas músicas, uma inédita que estará no novo Cd "Sinais", que é "Todo Seu Poder" e o grande suceso da banda "A Incrível História da Cruz".

A apresentação da banda foi muito comentada no estúdio, pelo profissionalismo
'frente as câmeras'.

SINAIS - Novo CD da Banda Criação

O nome do novo CD. "SINAIS" fala sobre o princípio das dores que nosso Senhor Jesus Cristo falou que aconteceria quando estivesse perto do fim do mundo. "Será que é, então, o fim", diz a letra da música escolhida para dar nome ao novo álbum.

Por que SINAIS?

"Bom, quando lançamos o primeiro CD "Todo Poderoso" houve um pouco de frustração, já que nós queríamos um CD mais rock do que pop e ele acabou saindo mais pop do que rock, daí decidimos que o próximo CD seria bem rock'in roll, foi quando fizemos a música "SINAIS", depois, vieram as outras músicas que são bem o noso estilo pop/rock.

Decidimos, então, que o nome do novo CD seria "SINAIS", por causa deste motivo, porque é a única música no CD que foge um pouco do nosso estilo músical. Mas isso não faz a música feia ou chata, pelo contrário, ela é "maneira", e tem até uma levada manguebeat muito massa", diz a banda.

Este CD conta com a participação especial da cantora Nice Cavalcanti na música "Certa Direção". Ela gravou com a banda e com certeza, será uma das mais tocadas nas rádios.



BANDA CRIAÇÃO - A Incrível História da Cruz


BANDA CRIAÇÃO - Todo Seu Poder